Dr. Martens: a pensar fora da caixa desde 1960

Dr. Martens: a pensar fora da caixa desde 1960

BREVES                  

Há quase seis décadas atrás nasceu um ícone. Existem vários mitos sobre o começo da Dr. Martens. Acidentes com motas. Lesões ao esquiar. Mas existe uma coisa que, definitivamente é verdade. O design original das botas é uma colisão entre dois mundos – a engenharia de ponta alemã e décadas de herança do calçado britânico. Esta fusão improvável foi o primeiro passo para a incrível diversidade da marca e o desenvolvimento de uma história imprevisível.

 

Ninguém poderia prever que as subculturas dos anos 60 fossem adotar a bota Dr. Martens como parte do seu uniforme, nem que Pete Townshend iria usá-las num concerto dos The Who em 1967. Em algumas décadas, a bota air-cushioned foi levada das fábricas para as ruas e para os palcos de música – com a mesma probabilidade de ser encontrada num desfile de moda ou num festival. As características não convencionais da bota – costura amarela, sola com ranhuras e pega de calcanhar – tornaram-se símbolos do orgulho da classe operária e expressão pessoal.

Neste avanço rápido, em 60 anos a realidade é que muito pouco mudou, as botas Dr. Martens continuam as mesmas. Dos mesmo materiais, com o mesmo processo, e frequentemente na mesma fábrica. Elas continuam confortáveis, resistentes e desenhadas para ficarem melhores com o tempo. A única coisa que não permanece, nem nunca permanecerá igual, são as pessoas que as usam. Os inovadores, rebeldes e liberais que tornaram uma humilde bota de trabalho britânica, numa marca alternativa reconhecida mundialmente.

 

A comunidade da Dr. Martens em 2020 é um grupo de subculturas e indivíduos, em constante evolução, de vários países e de diferentes idades. Os detalhes que um dia representaram uma simples bota de trabalho, são hoje reconhecidos em todo o mundo como um símbolo de atitude não conformista. Pessoas que remam contra a corrente. Lutam pela mudança. E nunca aceitarão o status quo. Estes serão aqueles que vão garantir que o espírito da Dr. Martens dure por mais 60 anos.

A marca deixa um desafio aos seus aficionados:

“O nosso primeiro par saiu no dia 1 de abril de 1960. Quando é que tiveram o vosso? Partilhem a vossas primeiras Dr. Martens com o tag @drmartensofficial.”

Veja o vídeo deste artigo na EDIT TV.

 

Tags: